Pular para o conteúdo principal

Colaborar com o TDC 2010 foi ...

Tive a oportunidade de colaborar nos três dias do #TDC2010, e vou contar um pouco da trilha que participei no Sábado, a trilha Java.

Vou começar com uma curiosidade sobre o credenciamento, que estava marcado para ser iniciado as 8h30, porém antes deste horário mais de cem pessoas já estavam credenciadas, fato que mostra que o comprometimento da comunidade que madrugou em um Sabadão.
A abertura do Sábado foi realizada no Auditório, comandada pela Yara que além de realizar os agradecimentos chamou os coordenadores das trilhas do dia: Pablo Madril (Java), Felipe Rodrigues (Ruby), Alexandre Porcelli (noSQL) e Giovanni Bassi (.NET) para realizarem a apresentação das respectivas trilhas.

Depois fomos para a sala reservada para a trilha Java e a primeira palestra do dia foi: O tiro certo: como escolher APIs e frameworks Java que prosperam com Fabiane Nardon , Fabio Velloso e Ted, foi muito legal, no formato de perguntas e com a participação intensa de todos, e ficou claro que uma escolha realizada em um passado recente (2 ou 3 anos) "pode parecer uma péssima escolha” atualmente, em virtude das evoluções, e também que não existe “bala de prata” para resolver todos os problemas.

A sequência se deu por Uma Década de Java em Casos Reais, com os seguintes casos:
Fabiane Nardon apresentou o “Sistema de Saúde Pública em Java: Cinco anos depois do Duke's Choice Award”, considerado o maior sistema EJB do mundo com mais de 600 EJBs, mostrando as escolhas realizadas para atender as necessidades e o tempo (10 meses) apertado para o desenvolvimento da solução.

Outro caso, "Java na Integração Corporativa - O Caso da Telefonica" foi apresentado pelo Fabio Velloso, deixando claro a abrangência do grupo e como, nesta abrangência, uma decisão de cunho tecnológico (arquitetura, ferramentas, frameworks e outras) pode influenciar a vida de um batalhão de pessoas.

Wagner Roberto dos Santos contribuiu com "Um case de Mobile Payment com Java ME e Java EE 6", inclusive com uma esclarecendo sobre as possibilidades técnicas e como elas influenciaram as decisões para a implementação da solução.
Ana Abrantes e Yara Senger apresentaram “Java na Globalcode: 10 anos nos ajudando a crescer”, contando como uma solução in-house, feita sob medida, pode solucionar diversos problemas administrativos com a automatização de algumas tarefas e com a disponibilização de serviços, como a matrícula do #TDC2010, por exemplo.

Então chegou a hora do almoço, e fui com o Giulian e o Waldir forrar o estômago com umas esfihas, num local bem pertinho da Anhembi Morumbi, para poder voltar em tempo para o início das palestras da tarde.

Depois do almoço o Éder Magalhães falou sobre o “JavaFX em uma abordagem prática”, mostrando um quebra-cabeças feito com JavaFX e a integração transparente do JavaFX com o Java, por meio de uma aplicação CRUD.

O Bruno Souza, vulgo JavaMan, deu continuidade com o tema JVM uma plataforma para todas as linguagens , destacando a “Importância de outras linguagens na JVM” e afirmando ainda que a plataforma (JVM) e mais importante que a Linguagem.

Então para mostrar esta idéia Jefferson Prestes mostrou o “PHP na JVM com Querqus” e deixou claro que é possível rodar uma aplicação PHP em um Web Container Java com Querqus instalado, e ainda que é possível realizar a utilização de classes Java em páginas PHP. E Jonnes Tahara contribuiu apresentando a utilização de “Groovy com OFBiz” e esclarecendo sobre a possibilidade de customização do OFBiz através de código Groovy.

Então fizemos uma parada para o café e fomos finalizar a trilha no Auditório (TDC Stadium), com a palestra de Alberto Lemos (dr.Spock) e Danival Taffarel Calegari que apresentaram Dicas e Truques sobre performance em Java EE, JPA e JSF, uma prévia da apresentação que eles farão no JavaOne 2010, com aplicação de estratégias de desenvolvimento que acompanham a evolução da Plataforma Java.

E para encerrar as palestras da trilha, Bruno Souza falou sobre “Oracle vs Google. O que o OpenJDK tem a ver com isso?”, começou deixando claro a importância da portabilidade para a Plataforma Java, inclusive lembrando do processo da Sun contra a Microsoft, falou também dos males das patentes de software e como a utilização de uma máquina virtual Open Source no Android poderia ter evitado este embate.

Então chegou a hora do encerramento (do dia) com os agradecimentos e sorteios de muitos brindes dos patrocinadores. Depois foi a vez do happy hour, porém infelizmente não pude participar, fui a uma peça de teatro e prestigiar um amigo ator.

Enfim, como resumir os três dias de #TDC2010? Ao tentar responder esta pergunta lembrei-me de um álbum de figurinhas de antigamente: “Amar é ...”. O motivo da minha lembrança foi o comprometimento de todos para a realização do evento, pois o Dicionário Houaiss em uma das concepções da palavra amor é ... devoção de uma pessoa ou um grupo de pessoas por um ideal concreto ou abstrato; interesse, fascínio, entusiasmo, veneração”, e na realização deste evento encontramos literalmente um grupo de pessoas entusiasmadas colaborando para a realização concreta deste evento fascinante.

Até mais!
Marcelo de Castro
http://twitter.com/mcastroinfo
http://www.globalcode.com.br/instrutores/MarceloCastro

Comentários

Marcio Duran disse…
Fiquei Contente pela GlobalCode e enviei muitas informações sobre o TDC 2010 pra minha comunidade.
Fazer um evento acessivel e de qualidade, foi uma atitude digna.
Espero que mais iniciativas como essas continuem a acontecer.
Elaine Silva disse…
Olá Marcelo,

Parabéns pelo post!
Este ano eu também participei bem mais da organização do evento do que das palestras. E foi no mínimo uma experiência super interessante, porque tive a perfeita noção da complexidade envolvida com as tarefas de organização de um evento com 400 pessoas (em média) por dia.

O que posso dizer sobre essa experiência? Se um dia você for a um evento dessa dimensão e algo sair errado, tenha paciência, você não imagina o trabalho que está sendo feito para que tudo saia 100% correto :-)

Por isso, queria deixar aqui, não somente um agradecimento a todos os coordenadores e palestrantes do evento, mas também um agradecimento especial ao pessoal da Globalcode que trabalhou pesado na organização de salas, coffe-break, site, credenciamento, materiais, kits, entre outras atividades.

E em nome da Globalcode, não poderia deixar de agradecer a você e a todos os demais colaboradores que estiveram presentes e se ofereceram para nos ajudar (com tarefas das mais interessantes às mais chatas). A ajuda dos colaboradores foi essencial.

Que venha o TDC 2011!

[]s
Elaine.

Postagens mais visitadas deste blog

Você já pensou em ser palestrante em algum evento ?

Você já deve ter participado de algum evento e pensado como deve ser legal ser palestrante... E para falar a verdade, é muito bom mesmo. Eu adoro, o Vinicius adora e conheço muitas pessoas que curtem cada minuto da participação no evento como palestrante. Com certeza é uma responsabilidade a mais. Você sente medo, adrenalina, tem que se preparar. Literalmente coloca a cara a tapa para qualquer pessoa te avaliar em todos os sentidos. Qual o seu tom de voz?  Seus slides são legais? Você manja mesmo ?  Seu português está ok?  E as palavras em inglês ?  Teve algum deslize técnico? E MUITO mais.  Mas é claro que a exposição tem dois lados... e os resultados podem ser ótimos. Normalmente conhecemos mais pessoas como palestrantes e podem surgir boas oportunidades de negócio. É sempre positivo ter uma nova referência positiva quando as pessoas buscam nosso nome no Google, podemos fazer a diferença para quem está assistindo a palestra e muito mais.  No The Developer's

TDC ONLINE: SUA PLATAFORMA DE PALESTRAS GRAVADAS DO TDC DISPONÍVEL

Além do conteúdo ao vivo transmitido online nas edições do TDC, agora você pode ter acesso à centenas de palestras gravadas, através da nossa nova plataforma de vídeos - o TDC Online, que reúne todas as Trilhas premium, Stadium e Salas dos Patrocinadores das edições anteriores de 2022, TDC Innovation e TDC Connections.  Para acessar, basta clicar na edição em que você participou ( TDC Innovation ou TDC Connections ); Fazer o mesmo login (com e-mail e senha) cadastrados na hora de adquirir ou resgatar o seu ingresso no TDC; E clicar na Trilha de sua opção, e de acordo com a modalidade do seu ingresso. Logo em seguida, você será direcionado para a seguinte página com a lista de todas as palestras por Trilha: Pronto! Agora você tem acesso à centenas de palestras gravadas da sua área de interesse, para assistir como e quando quiser! Caso tenha esquecido a senha, clique na opção "Esqueci a senha" , insira o e-mail que você realizou para o cadastro no evento, e aparecerá a op

TDC INNOVATION lança University Pass

Modalidade de ingresso tem como objetivo ajudar na capacitação dos universitários Uma pesquisa realizada em 2020 pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) diz que até o ano de 2024 o Brasil precisará de cerca de 420 mil profissionais na área de Tecnologia da Informação. Porém, por ano, a mesma pesquisa diz que o país forma apenas 46 mil profissionais capacitados no nicho. Pensando nisso, para ajudar na formação e capacitação desses jovens profissionais, o TDC INNOVATION, segunda edição do ano do The Developer's Conference, lança o University Pass, modalidade de ingresso que possibilita aceso digital gratuito a todas as palestras do evento, ou com 50% de desconto para quem preferir ir pessoalmente. Com o tema central “Desafios para a criação do futuro Digital”, o TDC INNOVATION ocorrerá entre 1 e 3 de junho, de forma híbrida: presencialmente no Centro de Convenções CentroSul, em Florianópolis, e com transmissão simultaneamente pela

TDC Digital: o que você precisa saber para transformar sua carreira em 2022

O TDC Digital é o maior evento de TI do mercado e proporciona crescimento profissional a partir de palestras com especialistas e oportunidades de networking com o mundo todo, direto da sua casa. Através da escolha individual de cada participante é possível obter experiências imersivas e transformadoras conforme o tema-chave de cada trilha.  O evento também é o lugar ideal para ajudar no desenvolvimento de carreiras, permitindo que qualquer pessoa com vontade — e um tema interessante — seja palestrante e compartilhe suas experiências e conhecimentos. Para aqueles que querem  participar como ouvinte a plataforma do TDC favorece conferências dinâmicas, e o encontro de diversas comunidades e ecossistemas de TI. E, após a escolha de uma trilha, fica mais fácil acompanhar especialistas para aprender e se inspirar. Em 2021, o The Developer’s Conference (TDC) foi 100% digital e, em três dias de evento, contou com mais de 300 horas de conteúdos , incluindo: Agile; Testes; Design; Web e Mobile;

Segurança da informação no alvo: o que esperar do futuro?

A segurança da informação não se trata apenas de proteger os dados contra acesso não autorizado. Na prática, refere-se aos recursos que impedem: uso; registro; inspeção; divulgação; interrupção; modificação; destruição de dados. O uso de dados pode abranger desde um perfil nas redes sociais a detalhes financeiros, biometrias ou novos projetos. Por isso, a preocupação com a proteção dos dados é crescente, tanto para empresas quanto clientes. Para muitas pessoas, a coleta de dados é considerada invasão de privacidade, criando desconfiança do titular dos dados, pois o uso dos dados pode ser facilmente corrompido, utilizado para fins não declarados. Apesar de o uso dos dados terem impulsionado os avanços tecnológicos na última década, as organizações lidam com o desafio de distinguir dados de informações pessoais de modo a proteger a privacidade e as preferências dos clientes. Neste artigo, abordaremos o impacto da segurança da informação e o que esperar do futuro. Confira casos conhecido

Inspire a mudança com a liderança ágil

A liderança ágil é essencial para que uma organização realize mudanças de negócios significativas. Ser líder é uma tarefa desafiadora, especialmente em um cenário de constantes transformações, principalmente na forma de lidar com a relação empresa e pessoal. Pesquisas sobre liderança na era digital revelam que algumas soft skills têm sido substituídas por outras, o profundo conhecimento na área de negócio, ser referência nas tecnologias utilizadas, ter foco total no prazo e nas entregas e conhecer um arsenal de técnicas e ferramentas, têm dado espaço a habilidades, como: empatia; adaptabilidade; visão e propósito; engajamento constante; senso de equipe.   A colaboração entre pessoas de todos os níveis hierárquicos são vitais, afinal, as equipes estão trabalhando para o mesmo objetivo: o encantamento e atendimento das necessidades do cliente que proporcionarão um crescimento sustentável da organização. Com propósito claro, estratégia e prioridades definidas, os times desfrutam de uma