Pular para o conteúdo principal

Entendendo como funciona a programação de computadores: linguagens de programação, lógica, banco de dados

Nesse post, diferente dos últimos que foram mais enfáticos nas experiências com tecnologias, vou focar um pouco mais nos profissionais que estão começando, ou pretendem ingressar na área de desenvolvimento de software, falando sobre conceitos fundamentais relacionados a programação em geral.

Mercado de trabalho para programação
Conforme já sabemos, o mercado de desenvolvimento de software, especialmente no Brasil, continua em franca expansão, sendo que cada vez mais as empresas buscam desenvolver seus próprios sistemas usando as mais diferentes e novas tecnologias.
Algumas matérias interessantes:
As seis profissões mais valorizadas em 2010 no IDG Now!
Muitas vagas e sensação de reaquecimento da economia
Por isso, a área de desenvolvimento de software tem despertado interesse em muitos profissionais de outras áreas que desejam mudar de profissão, já que as oportunidades de trabalho tendem a ser maiores.

Esse é um perfil presente em muitos dos clientes da Globalcode que acabou motivando a criação de um treinamento específico para esse público - a Academia do Programador. Para ingressar nesse mundo do desenvolvimento, o profissional precisa entender conceitos básicos, a começar pelo que é um software, uma linguagem de programação, lógica de programação, etc.

O que são e para que servem as linguagens de programação?
O computador é uma ferramenta prática e acessível, mas para que o mesmo funcione, é necessário que existam os programas de computador (também chamados de softwares ou de sistemas computacionais).
Os programas são sequências de instruções com o detalhamento passo a passo do que o computador deve fazer para desempenhar uma tarefa. Por exemplo, se o programa deve somar dois valores, as instruções são: pegar valor1, pegar valor2 e somar valor1 com valor2 e armazenar na variável resultado.

Para que o computador possa interpretar e produzir o resultado esperado, essas instruções precisam ser escritas em uma linguagem que o computador entende. Essa linguagem é chamada código de máquina (ou linguagem de máquina) e é baseada na menor unidade de informação que o computador pode trabalhar que é o bit.

Apesar de ser a linguagem que o computador entende, o código de máquina é específico para cada sistema operacional (Windows, Linux, MacOS, etc) e muito distante da linguagem humana, o que o torna de difícil utilização para o desenvolvimento de software. Por isso foram criadas as linguagens de programação.

As linguagens de programação funcionam como um meio termo entre o que o computador entende e o que é mais fácil para o ser humano escrever. O programador usa a linguagem de programação (seguindo suas regras de sintaxe) para escrever as instruções do programa numa forma muito mais natural. Depois, esse programa é passado por um tradutor, chamado compilador ou interpretador (dependendo da linguagem de programação utilizada), que traduz as instruções do programa para o código de máquina apropriado, fazendo com que o computador as entenda e execute. Alguns exemplos de linguagens de programação incluem Assembly (a primeira), C, C++, Pascal, Clipper, Java, C#, Ruby, Python, Groovy, entre várias outras.

Quanto mais nova a linguagem, como é o caso de Java, mais alto nível ela é, ou seja, mais fácil de escrever os programas devido às instruções simplificadas.

Para escrever um programa de computador usando uma linguagem de programação, ainda é necessário usar lógica de programação.

O que é lógica de programação?
A lógica, ou pensamento lógico, é algo que faz parte do dia a dia de todos nós. Quando vamos atravessar a rua, tomar banho, trocar um pneu, por exemplo, executamos uma sequência de ações que nos permitem alcançar nosso objetivo final.

Essa sequência de ações, conectada por meio de estruturas de controle como se, então, senão, caso, enquanto, para, entre outras, define uma lógica de realização da atividade planejada.

Esse mesmo raciocínio lógico é trazido para a área de computação para permitir que o pensamento humano seja traduzido em ações que o computador pode executar. No desenvolvimento de software, o raciocínio lógico que usamos para criar os programas é chamado de lógica de programação.

Assim como no nosso dia-a-dia, na lógica de programação organizamos as instruções do programa usando estruturas de controle chamadas de condicionais (como if , else, switch) e repetições (como while, do/while, for). Além disso, nos sistemas computacionais também usamos instruções para entrada/saida de dados que permitem ao usuário entrar com as informações a serem processadas pelo programa e ver o resultado do processamento.

Procedimentos e funções
Ainda na criação da lógica de um programa, é provável que queiramos reaproveitar algumas sequências de instruções. Para isso, podemos criar pequenos trechos isolados de instruções chamados de procedimentos e funções (ou métodos em linguagens orientadas a objetos, como Java). Os procedimentos e funções agrupam instruções que podem ser reutilizadas no fluxo principal do programa ou dentro de outros procedimentos e funções. Eles podem receber parâmetros para guiar a lógica interna e retornar valores para serem utilizados em outros pontos do programa.

Em geral, os programas processam informações (dados) que ficam armazenadas temporariamente na memória do computador por meio das chamadas variáveis. Porém, quando o programa termina sua execução, se esses dados não forem persistidas, eles serão perdidos. Daí a necessidade de utilizarmos um banco de dados.

Mas, o que são banco de dados ?
Um banco de dados guarda dados de um programa de forma permanente, ou seja, antes de terminar a execução do programa, podemos guardar os dados em um banco de dados para acessá-los posteriormente, até mesmo em outras execuções do mesmo programa. Os bancos de dados são mantidos por programas chamados SGBDs (Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados). Para interagir com um SGBD, precisamos usar uma linguagem de consulta específica chamada de SQL (Structured Query Language).

Conclusão e recomendações
Bom, isso é um resumo de alguns dos principais conceitos relacionados à área de desenvolvimento de software. A dica para quem deseja seguir nessa profissão é estudar mais profundamente esses assuntos além de outros aspectos como redes, bits e bytes, ferramentas de desenvolvimento, antes mesmo de conhecer a fundo uma linguagem de programação. Por isso, procurei deixar alguns links falando um pouco mais sobre esses conceitos.

Para quem tiver interesse em algo mais centralizado, a Academia do Programador da Globalcode é um treinamento que trata de todos esses assuntos de forma bem detalhada. Esses conhecimentos são imprescindíveis para quem pretende cursar um treinamento de linguagem Java.

Elaine Quintino Silva
http://twitter.com/elaineqsilva
http://www.globalcode.com.br/instrutores/ElaineSilva

Comentários

Jamerson disse…
Ano que vem vou fazer análise e desenvolvimento de sistemas. E esse artigo me ajudou muito!
Obgd vou dar mais uma olhada no blog!
Jamerson disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse…
Olá Jamerson, tudo bem?
Meu nome é Thiago Rodrigues e trabalho na Globalcode. Vi que leu nosso artigo no blog, o que achou? Interessante né?! Temos diversos curso pra quem quer começar a programar, mas nunca programou nada na vida! Se quiser, posso te dar mais detalhes, é só me passar seu contato ou me envie um e-mail que eu te passo mais informações, ok?

Thiago Rodrigues
thiago@globalcode.com.br
(11)3145-2230
Unknown disse…
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
PEDRO disse…
MUITO BOM O TRABALHO QUE FIZESTE NA GLOBALCODERS
Unknown disse…
Olá li o artigo e gostei. Quero aprender programação o que fasso
Meu email é alexandre.elis@hotmail.com
Obg
Unknown disse…
Olá li o artigo e gostei. Quero aprender programação o que fasso
Meu email é alexandre.elis@hotmail.com
Obg

Postagens mais visitadas deste blog

Melhorando Performance de JPA com Spring Web Flow

No TDC2009 realizado pela Globalcode em São Paulo foi apresentado um Lightning Talk sobre um problema específico de performance em aplicações Web com JPA e uma possível solução usando o Spring Web Flow . Num período de 15 minutos, os slides a seguir foram apresentados e seguidos de alguns vídeos de demonstração de uma aplicação Web em execução. Melhorando performance do JPA com Spring Web Flow View more presentations from Dr. Spock . Nesta apresentação foi dito que temos encontrado problemas de performance em aplicações Web que utilizam as tecnologias JSF + JPA + Ajax quando precisamos gerenciar um contexto de persistência (EntityManager). Estes problemas se manifestam quando aplicamos uma resposta errada para a pergunta: Como gerenciar o contexto de persistência numa aplicação Web? Se as aplicações não usam Ajax e limitam-se ao modelo orientado a requisições, a solução mais comum é o uso do design pattern chamado "Open Session In View Filter". Através deste design

O que é Lógica de programação?

Este é o segundo de uma série de posts voltados aos leitores do blog que estão dando início à carreira de desenvolvimento de software. O assunto de hoje é a lógica de programação. Para ler antes: Entendendo como funciona a programação de computadores: linguagens de programação, lógica, banco de dados A lógica de programação é um pré-requisito para quem quer se tornar um desenvolvedor de software, independente da linguagem de programação que se pretende utilizar. Mas o que é de fato a Lógica de Programação e como saber se eu tenho esse pré-requisito? A lógica de programação nada mais é do que a organização coerente das instruções do programa para que seu objetivo seja alcançado. Para criar essa organização, instruções simples do programa, como mudar o valor de uma variável ou desenhar uma imagem na tela do computador, são interconectadas a estruturas lógicas que guiam o fluxo da execução do programa. Isso é muito próximo ao que usamos em nosso cotidiano para realizar atividad

Dica rápida: Apagando registros duplicados no MySQL

Ola pessoal, Sei que vocês estão acostumados a ver posts meus sobre tecnologia móvel ou algo relacionado, mas hoje vou falar sobre um pequeno "truque" que usei esse final de semana com o MySQL. Eu estava desenvolvendo o lado servidor de uma nova aplicação mobile (ahh, então "tem a ver" com mobile hehe), e quando fui fazer alguns testes percebi que tinha quase 7 mil registros duplicados (!!!) na minha base de dados! Bom, o meu primeiro reflexo como programador foi pensar em fazer um "programinha" Java para buscar e deletar todos esses registros duplicados. Mas ai, resolvi tirar as teias de aranha dos neurônios e usar os vários anos de experiência que passei com SQL e criar uma query que fizesse esse trabalho todo de uma vez!! E a query ficou assim: delete from TABLE_NAME USING  TABLE_NAME, TABLE_NAME  AS  auxtable WHERE   ( NOT  TABLE_NAME.id  =  auxtable.id ) AND   ( TABLE_NAME.name  =  auxtable.name ) Explicação direta: TABLE_NAME

Muitas vagas, otimismo e sensação de reaquecimento da economia

2010 começou cedo, contrariando a expectativa que muitos Brasileiros tem de "O ano começa mesmo depois do carnaval".  Embora o inicio do ano tenha sido "repleto" de catástrofes naturais e muita chuva aqui no Brasil, no campo profissional o otimismo está evidente, as pessoas estão cheias de energia e boas perspectivas em relação as oportunidades de JavaEE 6 e muitas outras tecnologias. Mas, parece que não são somente as pessoas que estão otimistas, os anúncios de vagas voltaram a crescer, empresas anunciando boas vagas, ou grandes quantidades de vagas, refletindo o que podemos chamar de "Otimismo corporativo" . Veja algumas empresas que anunciaram vagas: IBM SpringSource   Yahoo!  Elumini   Cyberlynxx   Google Kaizen SPC Brasil Se em 2009, um ano de crise fizemos tudo isto , imagine em 2010. E você está preparado ?  Está otimista ? []s Yara http://twitter.com/yarasenger http://twitter.com/globalcode

Devo fazer um curso ou ler um livro?

Acredito que todos os instrutores ou professores, independentemente da área, escola ou centro de treinamento, já devam ter recebido essa pergunta alguma vez na vida: devo fazer um curso ou ler um livro? Para responder a essa pergunta, precisamos avaliar os prós e contras de cada opção. Trabalho com treinamento há algum tempo e, hoje, recebi essa pergunta de um aluno. Não adianta responder a ou b sem argumentar, demonstrando as opções conforme a situação do aluno. O conteúdo, a forma de transmissão e a capacidade de assimilação do indivíduo são chaves para haver benefício maior de aprendizado. Tanto em um bom curso quanto em um bom livro, o conteúdo é a premissa básica . Por conteúdo entendemos: se está organizado; se respeita pré-requisitos; se promove o aprendizado guiado e incremental; se aborda de forma satisfatória os principais pontos; se tem bom balanço entre teoria, exemplos e prática (favorecendo exemplos e prática); se tem como premissa a acessibilidade possível (e cabível) pa

JavaLi no Lançamento mundial do JDK7 em São Paulo

O Lançamento mundial do JDK7 foi realizado no dia 7/7 em três cidades simultaneamente: São Paulo (SouJava), Londres (London User Group) e São Francisco (Oracle) com transmissão ao vivo via satélite! Evidentemente as cidades não foram escolhidas por acaso, e podemos enxergar a escolha da cidade de São Paulo como um sinal de reconhecimento à comunidade Java Brasileira, ao SouJava e à Globalcode. Com certeza houveram várias pessoas fundamentais para isto, como o Bruno Souza e o Mauricio Leal responsáveis pela organização e realização do Mês de Java! Veja a entrevista com o JavaLi no TDC2011: Veja também as fotos do Lançamento do JDK7 na cobertura realizada aqui no Globalcoders. É isso aí pessoal, próxima parada ? Trilha Java TDC2011 Goiânia! E você, já se inscreveu? Participe, colabore, divulgue esta iniciativa. []s Yara Senger http://twitter.com/yarasenger