Pular para o conteúdo principal

Entendendo uma aplicação para Android

No post passado, o objetivo era apresentar aos que não conheciam, ou esclarecer melhor aos que sabiam pouco, a respeito da plataforma do Google para smartphones (e agora também para tablets), o Android. E antes de começarmos a falar diretamente de código, temos que entender como uma aplicação é estruturada e falar do que podemos chamar de os quatro pilares de uma aplicação para o Android.

Os quatro pilares
Uma aplicação Android se baseia em quatro tipos de classes principais: Activities, services, broadcast receivers e content providers. Cada um desses tipos representa uma forma de interação que sua aplicação irá ter com o usuário, plataforma ou com outras aplicações. Elas podem coexistir em uma única aplicação ou também podem existir separadamente. Mas, vamos entender isso melhor discutindo cada tipo.

Activities
As classes responsáveis pela interação visual da aplicação com o usuário são as que extendem de Activity. Essas classes irão apresentar menus, listas, formulários ou qualquer outra interação que você deseje fazer através das "telas" da sua aplicação. Uma classe Activity é composta por um ou vários objetos do tipo View, que pode ser um texto, uma imagem, um botão ou qualquer outro elemento de interação com o usuário.
Sua aplicação poderá ter uma ou várias activities, tudo isso depende de como você irá fazer o design de navegação. E além disso, sua aplicação pode não ter nenhuma Activity, isso pode acontecer se ela for um serviço, como veremos abaixo.

Services
Uma classe Service não tem interação visual com o usuário, mas ele tem a característica de executar em background tarefas por tempo indefinido. Como por exemplo, tocar uma música ou buscar alguma atualização na Internet.
Esses serviços podem se comunicar com outros serviços, inclusive do sistema operacional, e também fazer a chamada de aplicações, postar notificações e qualquer outro tipo de operação que uma aplicação normal faria.

Broadcast Receivers
Os broadcast receivers são componentes que não "fazem nada" a não ser receber e reagir aos broadcasts que são enviados, inclusive pelo sistema, como por exemplo: mudança no fuso-horário, bateria fraca, uma foto foi tirada ou que algum valor nas configurações foi alterado. Além disso, uma aplicação também pode emitir algo através de broadcast e esperar que um destes recebedores faça o devido tratamento.

Content Providers
Através dos Content Providers é possível tornar disponível um conjunto de dados de sua aplicação através de SQLite ou outra forma que você deseje.

A arquitetura de uma aplicação Android (simplificada)
Então, caso você deseje fazer uma aplicação que possua diversas telas (o que o mais normal) você sempre usará activities para fazer essa interação. Além disso, pode também ter serviços que rodam em background e trazendo notificações ao usuário ou emitem "broadcasts" que são interceptados pelos broadcast receivers.

No próximo post, vamos fazer um primeiro exemplo, demonstrando como criar o projeto no Eclipse, criar sua primeira Activity e configurar o manifest.xml que irá fazer com que o seu aplicativo funcione de forma correta. E de quebra, vamos ver como funciona o processo de publicação de uma aplicação no Market.

Vem mais por ai!

Abraços
Neto

Comentários

tmoreira2020 disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
tmoreira2020 disse…
Dae Neto! Ótimo post, especialmente para quem está querendo ampliar os conhecimentos no mundo mobile! Ficarei na espera da continuação ou das continuações!

Um abraço

Postagens mais visitadas deste blog

Você já pensou em ser palestrante em algum evento ?

Você já deve ter participado de algum evento e pensado como deve ser legal ser palestrante... E para falar a verdade, é muito bom mesmo. Eu adoro, o Vinicius adora e conheço muitas pessoas que curtem cada minuto da participação no evento como palestrante. Com certeza é uma responsabilidade a mais. Você sente medo, adrenalina, tem que se preparar. Literalmente coloca a cara a tapa para qualquer pessoa te avaliar em todos os sentidos. Qual o seu tom de voz?  Seus slides são legais? Você manja mesmo ?  Seu português está ok?  E as palavras em inglês ?  Teve algum deslize técnico? E MUITO mais.  Mas é claro que a exposição tem dois lados... e os resultados podem ser ótimos. Normalmente conhecemos mais pessoas como palestrantes e podem surgir boas oportunidades de negócio. É sempre positivo ter uma nova referência positiva quando as pessoas buscam nosso nome no Google, podemos fazer a diferença para quem está assistindo a palestra e muito mais.  No The Developer's

TDC ONLINE: SUA PLATAFORMA DE PALESTRAS GRAVADAS DO TDC DISPONÍVEL

Além do conteúdo ao vivo transmitido online nas edições do TDC, agora você pode ter acesso à centenas de palestras gravadas, através da nossa nova plataforma de vídeos - o TDC Online, que reúne todas as Trilhas premium, Stadium e Salas dos Patrocinadores das edições anteriores de 2022, TDC Innovation e TDC Connections.  Para acessar, basta clicar na edição em que você participou ( TDC Innovation ou TDC Connections ); Fazer o mesmo login (com e-mail e senha) cadastrados na hora de adquirir ou resgatar o seu ingresso no TDC; E clicar na Trilha de sua opção, e de acordo com a modalidade do seu ingresso. Logo em seguida, você será direcionado para a seguinte página com a lista de todas as palestras por Trilha: Pronto! Agora você tem acesso à centenas de palestras gravadas da sua área de interesse, para assistir como e quando quiser! Caso tenha esquecido a senha, clique na opção "Esqueci a senha" , insira o e-mail que você realizou para o cadastro no evento, e aparecerá a op

TDC INNOVATION lança University Pass

Modalidade de ingresso tem como objetivo ajudar na capacitação dos universitários Uma pesquisa realizada em 2020 pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) diz que até o ano de 2024 o Brasil precisará de cerca de 420 mil profissionais na área de Tecnologia da Informação. Porém, por ano, a mesma pesquisa diz que o país forma apenas 46 mil profissionais capacitados no nicho. Pensando nisso, para ajudar na formação e capacitação desses jovens profissionais, o TDC INNOVATION, segunda edição do ano do The Developer's Conference, lança o University Pass, modalidade de ingresso que possibilita aceso digital gratuito a todas as palestras do evento, ou com 50% de desconto para quem preferir ir pessoalmente. Com o tema central “Desafios para a criação do futuro Digital”, o TDC INNOVATION ocorrerá entre 1 e 3 de junho, de forma híbrida: presencialmente no Centro de Convenções CentroSul, em Florianópolis, e com transmissão simultaneamente pela

TDC Digital: o que você precisa saber para transformar sua carreira em 2022

O TDC Digital é o maior evento de TI do mercado e proporciona crescimento profissional a partir de palestras com especialistas e oportunidades de networking com o mundo todo, direto da sua casa. Através da escolha individual de cada participante é possível obter experiências imersivas e transformadoras conforme o tema-chave de cada trilha.  O evento também é o lugar ideal para ajudar no desenvolvimento de carreiras, permitindo que qualquer pessoa com vontade — e um tema interessante — seja palestrante e compartilhe suas experiências e conhecimentos. Para aqueles que querem  participar como ouvinte a plataforma do TDC favorece conferências dinâmicas, e o encontro de diversas comunidades e ecossistemas de TI. E, após a escolha de uma trilha, fica mais fácil acompanhar especialistas para aprender e se inspirar. Em 2021, o The Developer’s Conference (TDC) foi 100% digital e, em três dias de evento, contou com mais de 300 horas de conteúdos , incluindo: Agile; Testes; Design; Web e Mobile;

Segurança da informação no alvo: o que esperar do futuro?

A segurança da informação não se trata apenas de proteger os dados contra acesso não autorizado. Na prática, refere-se aos recursos que impedem: uso; registro; inspeção; divulgação; interrupção; modificação; destruição de dados. O uso de dados pode abranger desde um perfil nas redes sociais a detalhes financeiros, biometrias ou novos projetos. Por isso, a preocupação com a proteção dos dados é crescente, tanto para empresas quanto clientes. Para muitas pessoas, a coleta de dados é considerada invasão de privacidade, criando desconfiança do titular dos dados, pois o uso dos dados pode ser facilmente corrompido, utilizado para fins não declarados. Apesar de o uso dos dados terem impulsionado os avanços tecnológicos na última década, as organizações lidam com o desafio de distinguir dados de informações pessoais de modo a proteger a privacidade e as preferências dos clientes. Neste artigo, abordaremos o impacto da segurança da informação e o que esperar do futuro. Confira casos conhecido

Inspire a mudança com a liderança ágil

A liderança ágil é essencial para que uma organização realize mudanças de negócios significativas. Ser líder é uma tarefa desafiadora, especialmente em um cenário de constantes transformações, principalmente na forma de lidar com a relação empresa e pessoal. Pesquisas sobre liderança na era digital revelam que algumas soft skills têm sido substituídas por outras, o profundo conhecimento na área de negócio, ser referência nas tecnologias utilizadas, ter foco total no prazo e nas entregas e conhecer um arsenal de técnicas e ferramentas, têm dado espaço a habilidades, como: empatia; adaptabilidade; visão e propósito; engajamento constante; senso de equipe.   A colaboração entre pessoas de todos os níveis hierárquicos são vitais, afinal, as equipes estão trabalhando para o mesmo objetivo: o encantamento e atendimento das necessidades do cliente que proporcionarão um crescimento sustentável da organização. Com propósito claro, estratégia e prioridades definidas, os times desfrutam de uma