Pular para o conteúdo principal

Segurança da informação no alvo: o que esperar do futuro?

Segurança da informação

A segurança da informação não se trata apenas de proteger os dados contra acesso não autorizado. Na prática, refere-se aos recursos que impedem:

  • uso;

  • registro;

  • inspeção;

  • divulgação;

  • interrupção;

  • modificação;

  • destruição de dados.

O uso de dados pode abranger desde um perfil nas redes sociais a detalhes financeiros, biometrias ou novos projetos. Por isso, a preocupação com a proteção dos dados é crescente, tanto para empresas quanto clientes.

Para muitas pessoas, a coleta de dados é considerada invasão de privacidade, criando desconfiança do titular dos dados, pois o uso dos dados pode ser facilmente corrompido, utilizado para fins não declarados.

Apesar de o uso dos dados terem impulsionado os avanços tecnológicos na última década, as organizações lidam com o desafio de distinguir dados de informações pessoais de modo a proteger a privacidade e as preferências dos clientes.

Neste artigo, abordaremos o impacto da segurança da informação e o que esperar do futuro. Confira casos conhecidos e tendências do mercado!

Casos conhecidos pela exposição de dados

O mundo atual tem grande parte dos negócios baseados em dados, e as violações podem afetar centenas de milhões ou até bilhões de pessoas em simultâneo.

Os ciberataques fazem parte do cotidiano, afetando empresas grandes e, consequentemente, seus clientes. Um caso preocupante foi o impacto sobre cerca de 700 milhões de usuários de uma rede social focada em profissionais.

Os dados dos perfis foram publicados em um fórum da dark web em junho de 2021. Um hacker extraiu informações ao explorar a API do site, que teve suas defesas reforçadas para evitar esse tipo de situação.

Outro ataque, em abril de 2019, afetou cerca 533 milhões de usuários, cujos dados foram expostos por meio da dark web. A medida adicionou a funcionalidade de autenticação em dois fatores.

Uma das empresas mais antigas que atuam na internet também sofreu ciberataque. Em agosto de 2013, mais de três bilhões de contas foram acessadas, mas nenhum dado foi roubado.

LGPD

No Brasil, as políticas de proteção de dados contam com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), Lei n.º 13.709/2018, que exige que empresas cumpram alguns requisitos relacionados ao processamento e à guarda das informações.

Assim, os dados pessoais coletados só podem ser usados quando houver uma base legal que valide sua utilização. Caso a Lei não seja cumprida, as organizações sofrerão penalidades dependendo do nível da infração. Assim, podem ocorrer:

  • multas;

  • advertências;

  • proibição parcial ou total das atividades relacionadas ao uso de dados.

Tendências do mercado para garantir a segurança da informação

Independentemente da organização ser pequena ou grande, a segurança da informação é um aspecto crítico a ser observado. Mitigar os riscos cibernéticos se tornou prioridade de modo a proteger os clientes e manter o negócio seguro.

A segurança da informação está relacionada com garantir que os dados da sua empresa estejam protegidos contra violações internas e externas.

Assim, o planejamento deve ser construído em torno de três objetivos, comumente conhecidos como Confidencialidade, Integridade e Disponibilidade (CID). Esse programa consiste em tecnologias, processos, práticas e estruturas para proteger redes, programas e bancos de dados.

Veja, a seguir, as tendências que podem ser utilizadas para garantir a segurança da informação.

Comitês de segurança cibernética

Empresas públicas de tecnologia criaram comitês dedicados à segurança cibernética em seus conselhos de administração.

Essa organização é essencial para fomentar a segurança da informação pela:

  • avaliação dos processos;

  • detecção de riscos;

  • supervisão digital. 

Além disso, os comitês de segurança cibernética podem promover treinamentos internos para compartilhar boas práticas e conscientizar as equipes.

Simulação de ataque

As simulações de ataque e violação de dados, como o teste Black Box, podem desempenhar papel crítico na proteção dos principais ativos organizacionais. Com isso, é possível saber como evitar e aplicar as correções necessárias de modo a restaurar os serviços.

Ao fazer isso de forma automatizada e contínua, as simulações de violação fornecem proteção ininterrupta e permitem que os defensores adotem postura mais agressiva para manter a proteção em todos os aspectos do ambiente de segurança.

Malha de segurança cibernética

A malha de segurança cibernética é uma das principais tendências tecnológicas estratégicas do Gartner.

Como conceito, trata-se de uma abordagem moderna para arquitetura de segurança, que permite às empresas implantarem e estenderem a proteção de dados onde ela é mais necessária, permitindo:

  • controle;

  • flexibilidade;

  • escalabilidade.

Identity-first

O Gartner categorizou a Identity-first como uma das principais tendências de segurança e gerenciamento de riscos.

Esse conceito significa uma ênfase maior na verificação da identidade dos usuários, em vez de depender de combinações de usuário/senha, informações que os invasores podem roubar facilmente.

A autenticação multifator (MFA) e o logon único (SSO) foram bem-sucedidos em proteger ainda mais o processo de entrada, indo além da combinação tradicional de nome de usuário e senha.

No entanto, isso não é mais suficiente para proteger contra invasores sofisticados e qualificados, que usam credenciais e direitos legítimos com intuito de obter acesso aos recursos e dados de que precisam.

Em vez disso, as empresas devem adotar uma nova camada de controle, baseada em identidades e seu acesso contra uma defesa de ativos. Sistemas de proteção de identidade estão focados em garantir que as pessoas certas possam obter acesso ininterrupto às coisas que precisam acessar, como:

  • gerenciamento de acesso de identidade (IAM);

  • gerenciamento de acesso de privilégio (PAM);

  • administração de governança de identidade (IGA).

Como alternativa, às soluções de detecção e resposta de identidade (IDR) se concentram em proteger as credenciais, privilégios e os sistemas que os gerenciam.

Gerenciamento de interações

Nessa abordagem ocorre a integração de recursos, como OmniChannel, em que é possível fazer a gestão de interações. Para isso, são utilizadas a funções:

  • voz;

  • chat;

  • URA;

  • e-mail;

  • redes sociais.

Tudo isso pode ser complementado com soluções Text-To-Speech, reconhecimento de fala, gerenciamento de força de trabalho e análise de gravação (SpeechAnalytics).

Gostou de saber mais sobre Segurança da Informação? Acompanhe as redes sociais do TDC e fique por dentro das novidades do mercado de tecnologia: Twitter, Facebook, LinkedIn e Instagram.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você já pensou em ser palestrante em algum evento ?

Você já deve ter participado de algum evento e pensado como deve ser legal ser palestrante... E para falar a verdade, é muito bom mesmo. Eu adoro, o Vinicius adora e conheço muitas pessoas que curtem cada minuto da participação no evento como palestrante. Com certeza é uma responsabilidade a mais. Você sente medo, adrenalina, tem que se preparar. Literalmente coloca a cara a tapa para qualquer pessoa te avaliar em todos os sentidos. Qual o seu tom de voz?  Seus slides são legais? Você manja mesmo ?  Seu português está ok?  E as palavras em inglês ?  Teve algum deslize técnico? E MUITO mais.  Mas é claro que a exposição tem dois lados... e os resultados podem ser ótimos. Normalmente conhecemos mais pessoas como palestrantes e podem surgir boas oportunidades de negócio. É sempre positivo ter uma nova referência positiva quando as pessoas buscam nosso nome no Google, podemos fazer a diferença para quem está assistindo a palestra e muito mais.  No The Developer's

TDC ONLINE: SUA PLATAFORMA DE PALESTRAS GRAVADAS DO TDC DISPONÍVEL

Além do conteúdo ao vivo transmitido online nas edições do TDC, agora você pode ter acesso à centenas de palestras gravadas, através da nossa nova plataforma de vídeos - o TDC Online, que reúne todas as Trilhas premium, Stadium e Salas dos Patrocinadores das edições anteriores de 2022, TDC Innovation e TDC Connections.  Para acessar, basta clicar na edição em que você participou ( TDC Innovation ou TDC Connections ); Fazer o mesmo login (com e-mail e senha) cadastrados na hora de adquirir ou resgatar o seu ingresso no TDC; E clicar na Trilha de sua opção, e de acordo com a modalidade do seu ingresso. Logo em seguida, você será direcionado para a seguinte página com a lista de todas as palestras por Trilha: Pronto! Agora você tem acesso à centenas de palestras gravadas da sua área de interesse, para assistir como e quando quiser! Caso tenha esquecido a senha, clique na opção "Esqueci a senha" , insira o e-mail que você realizou para o cadastro no evento, e aparecerá a op

TDC INNOVATION lança University Pass

Modalidade de ingresso tem como objetivo ajudar na capacitação dos universitários Uma pesquisa realizada em 2020 pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) diz que até o ano de 2024 o Brasil precisará de cerca de 420 mil profissionais na área de Tecnologia da Informação. Porém, por ano, a mesma pesquisa diz que o país forma apenas 46 mil profissionais capacitados no nicho. Pensando nisso, para ajudar na formação e capacitação desses jovens profissionais, o TDC INNOVATION, segunda edição do ano do The Developer's Conference, lança o University Pass, modalidade de ingresso que possibilita aceso digital gratuito a todas as palestras do evento, ou com 50% de desconto para quem preferir ir pessoalmente. Com o tema central “Desafios para a criação do futuro Digital”, o TDC INNOVATION ocorrerá entre 1 e 3 de junho, de forma híbrida: presencialmente no Centro de Convenções CentroSul, em Florianópolis, e com transmissão simultaneamente pela

Inscrever sua equipe em eventos de TI vale a pena? Entenda aqui

Os eventos de TI são importantes para o aprendizado contínuo, especialmente em uma área tão dinâmica, como a de tecnologia. A necessidade de estar sempre por dentro das tendências pode esbarrar em algumas objeções, como investir em especializações pouco práticas ou opções pulverizadas de mercado. Por isso, participar de conferências e assistir palestras de especialistas é uma excelente oportunidade para sua equipe se desenvolver. O melhor de participar de eventos de TI é expandir os conhecimentos e habilidades independentemente da experiência específica, seja um desenvolvedor web ou full stack, por exemplo, as conferências de tecnologia podem ajudar o profissional a se aperfeiçoar. Isso ocorre devido ao contato com outros especialistas e colegas da mesma área. Além disso, é possível descobrir novas soluções e fazer networking . Neste artigo, você conhecerá as vantagens da sua equipe participar em eventos de TI. Aproveite a leitura! Vantagens de participar de eventos de TI Se o seu ob

TDC Digital: o que você precisa saber para transformar sua carreira em 2022

O TDC Digital é o maior evento de TI do mercado e proporciona crescimento profissional a partir de palestras com especialistas e oportunidades de networking com o mundo todo, direto da sua casa. Através da escolha individual de cada participante é possível obter experiências imersivas e transformadoras conforme o tema-chave de cada trilha.  O evento também é o lugar ideal para ajudar no desenvolvimento de carreiras, permitindo que qualquer pessoa com vontade — e um tema interessante — seja palestrante e compartilhe suas experiências e conhecimentos. Para aqueles que querem  participar como ouvinte a plataforma do TDC favorece conferências dinâmicas, e o encontro de diversas comunidades e ecossistemas de TI. E, após a escolha de uma trilha, fica mais fácil acompanhar especialistas para aprender e se inspirar. Em 2021, o The Developer’s Conference (TDC) foi 100% digital e, em três dias de evento, contou com mais de 300 horas de conteúdos , incluindo: Agile; Testes; Design; Web e Mobile;